quarta-feira, dezembro 07, 2005

MACULELÊ POWER

Maculelê
Abertura do 9° batizado de capoeira do ECBF. Na energia da dança na força do movimento, é o maculelê.

Percussão e Maculelê.


No dia 27 de novembro foi realizado o 9° Batiza e Troca de Cordões do ECBF, a abertura ficou por conta da "Orquestra de Percussão" e do grupo de dança, que é formado por meninas que fazem capoeira no Espaço Cultural Beija-Flor. Este abertura foi muito diferente de todas que já tínhamos feito nos batizados anteriores, pois desta vez mesclado instrumentos africanos como Djembês e Dunos na batida forte do maculelê, mostrado a divircida da Banda Beija-Flor, foi de mais.Quer saber mais sobre Instrumentos Africanos

Edi na força do solo    Dança da Alma
Muita energia na batida, muita força no gesto, toda a magia que encanta e esconde o mistério do verdadeiro sentida desta dança.

O Maculelê é uma dança, um jogo de bastões remanescente dos antigos índios cucumbis. Esta dança tem origem Afro-indígena, pois foi trazida pelos negros da África para cá e aqui foi mesclada com alguma coisa da cultura dos índios que aqui já viviam.
A característica principal desta dança é a batida das madeiras umas contra as outras em determinados trechos da música.

Djalma e Ivone Passos
Toda a magia que envolve tudo que veio da África junto os escravos, demonstra um mistério natural e um fascino inexplicável

Assim como a "brincadeira de Angola" camuflou a periculosidade dos movimentos da capoeira, a dança do maculelê também era uma maneira de esconder os perigos desta dança. Uma outra versão diz que para se safarem das chibatadas dos feitores e capatazes dos engenhos, os negros dos canaviais se defendiam com pedaços de pau e facões. Aos golpes e investidas dos feitores contra os negros, estes se defendiam com largas cruzadas de pernas e fortes porretadas que atingiam principalmente a cabeça ou as pernas dos feitores de acordo com o abaixar e levantar do negro com os porretes em punho. Para as lutas travadas durante o dia, os negros treinavam durante a noite nos terreiros das senzalas com paus em chama que retiravam das fogueiras, trazendo ainda mais perigo para o agressor.

Djalma, Ivone Passos e Davi Anderson
A arte de encantar atravez da dança, do gesto, do olhar que penetra no vazio das almas.

Atualmente a dança do maculelê é muito praticada para ser admirada. É parte certa na apresentação de grupos de capoeira e em eventos realizados como formaturas, encontros, batizados, etc.
É fundamental se preservar a dança do maculelê, ensiná-la com destreza e capacidade aos alunos para que eles possam eventualmente fazer belas apresentações.

2 Comentários:

Blogger Valéria said...

Estou pesquisando sobre maculelê para apresentar um trabalho em maio. Vocês são do Rio de Janeiro? Gostaria de entrar em contato com algum grupo q pudesse fazer uma apresentação prática de maculelê numa escola pública aki no Rio. Teria como me colocar em contato com algum grupo aki do Rio?
Meu email é valsanches@gmail.com e desde já agradeço qualquer forma de ajuda.
Um abraço,
Valéria

9:28 AM  
Anonymous Anônimo said...

Oi estou trabalhando no tema e gostaria de saber se vcs estão em Sao Paulo, meu e-mail é: almir_cine_nascimento@yahoo.com.br
Ficarei grato em saber tambem quando será a proxima apresentaçao.
Obrigado Almir Nascimento

1:27 PM  

Postar um comentário

<< Home


"THE RICH MUST LIVE MORE SIMPLY SO THAT THE POOR MAY SIMPLY LIVE." - Mahatma Gandhi